produtora de audio
29/mar/2011

Postado por em Destaque, Dicas de Locução, Variedades

08 Dicas para você detonar em seu Podcast

08 Dicas para você detonar em seu Podcast

Não importa se seu podcast é despojado, sem compromisso, curto ou profissional, a qualidade do áudio é um fator básico para o sucesso do seu podcast, afinal o áudio é a unica coisa que você tem. Depois do conteúdo, um bom som e uma boa edição é o que vai diferenciar o seu podcast dos demais. Um pouco de trabalho a mais na edição e nos pequenos detalhes é a chave para conseguir um bom som!

Aqui estão algumas dicas rápidas que aprendi no exercício da minha profissão e na convivência (virtual) com os meus amigos do site Jovem Nerd.

Existem microfones de baixa qualidade e há realmente microfones de baixa qualidade. Se ele veio com seu computador, ou se você achou numa promoção por R$9,90, provavelmente não é apropriado para produzir um podcast de sonoridade agradável.

Bons microfones para podcasting são direcionais , ou seja, captam o som diretamente na frente deles e não a zumbidos e ecos no resto da sala. Um bom microfone pode fazer sua voz soar mais agradável e inteligível do que você está acostumado a ouvir com microfones baratos.

Microfone é um assunto que você pode levar um dia inteiro de pesquisa (condensador vs dinâmico, direcional vs omnidirecional, alimentado por USB vs phantom power) e continuar sem saber o que comprar. Se você está apenas começando, recomendo pesquisar artigos sobre tipos de microfones e padrões de captação. Muito em breve prometo fazer um artigo explicando tudo isso.

Para melhores resultados,um filtro pop é insdispensável para o seu microfone. Eles são relativamente baratos e a falta dele pode arruinar um podcast.

Um local não ruidoso e tranquilo é considerado primordialmente um local ideal, mas o quarto que você escolher para gravar  pode fazer toda a diferença. Paredes lisas, grandes janelas, tampos de mesa grande e  pisos de madeira criam reflexões que podem deixar com que o som da sua voz pareça “de banheiro”, como um leitor no site me perguntou.

Um bom microfone direcional ajuda a reduzir as reflexões,  mas qualquer coisa que você puder fazer para se livrar totalmente das reflexões irá fazer uma grande diferença no produto final. “Você pode corrigir um monte de coisas na edição, mas um eco chato não é um deles”.

Tapetes grossos, cortinas e mobiliários modernos, são excelentes maneiras de absorver as reflexões.Ou seja, se você não puder fazer uma sala exclusiva para gravar o seu podcast, tente ao máximo achar um local apropriado que consiga  absorver as reflexões provenientes da sala.

Um dos grandes problemas dos podcasts. Como o registro geralmente é feito numa conversação via Skype, o áudio sofre um duro golpe quando viaja pela rede. Não é preciso nem comentar que uma boa conexão é decisiva para a qualidade da voz que seus convidados transmitem.

Como na maioria dos casos não é possível gravar com os convidados fisicamente presentes e em canais separados,  um bom começo é tentar igualar o volume das vozes  observando o “meter” de cada microfone na conferencia antes de começar a gravar.

Listei alguns programas para gravação de chamadas via Skype:

Se você puder gravar a voz dos participantes em canais separados, você tem a opção de equilibrar as vozes em diferentes pontos do campo estéreo. Em primeiro lugar recomendo a leitura de outro artigo do Audio Reporter:

Por exemplo, você pode colocar o  pan de uma voz ligeiramente (repito LIGEIRAMENTE)  para a esquerda (para que seja um pouco mais alto na orelha esquerda do que na orelha direita) e o outro um pouco para a direita. Isso pode tornar a conversa mais fácil de seguir ( apenas subliminarmente).

Se o seu podcast é do estilo “playlist” é ALTAMENTE RECOMENDADO  que você faça o seu podcast estéreo. Com exceção de músicas muito antigas, todas as gravações musicais são finalizadas em estéreo, então se o seu podcast for “musical” não tenha duvida em escolher o padrão estéreo.

A desvantagem é que você tem que  publicar o seu podcast como um arquivo de áudio estéreo, o que faz um download significativamente maior. Neste caso considere o seu público (e sua conta de hospedagem!) antes de dar o salto para estéreo.

Praticamente todos os softwares de áudio tem como padrão um plugin chamado compressor. E não do tipo de compressão que torna os arquivos menores…

No mundo do áudio, a compressão é um filtro que reduz o volume das partes altas do seu podcast para que eles estejam mais próximos do volume das partes mais tranqüilas do seu podcast. Resumindo “aumenta o que está baixo e abaixa o que está alto”. A compressão é sem dúvida o caminho mais fácil para fazer uma gravação soar mais profissional.

Vale a pena perder um tempo de pesquisa na internet  para entender o funcionamento dos compressores. Após uma leitura rápida, tente pegar um arquivo de áudio gravado  com sua voz e experimente os parâmetros do compressor. Logo que pegar a “manha” vai se sentir mais confiante em usar a ferramenta, mas CUIDADO: usar o compressor em excesso pode deixar sua voz um pouco abafada e distorcida.

Muito em breve farei um post sobre o uso de compressores.

Uma vez que você comprimiu o áudio, você precisa  normalizá-lo. Normalização aumenta o volume do áudio para que ele use a faixa de volume completa do que seus  alto-falantes  são capazes. Se você esquecer de normalizar, seus ouvintes terão de aumentar o volume para ouvi-lo corretamente!

Lembrando que normalizar é a última etapa antes de converter o seu podcast para o formato ideal, seja mp3, wav, aiff, etc.

Apesar de alguns podcasts oferecem vários formatos de  arquivo, uma versão em MP3 é obrigatória e muitas vezes é tudo que você precisa. Nós discutimos a escolha de mono ou estéreo  acima, mas há um par de outras decisões à  fazer quando  exportar para MP3.

O bitrate de MP3 controla diretamente a qualidade do som. Quanto maior o bitrate, melhor será o som e maior será o arquivo. Se o podcast não tiver conteúdo musical relevante e for basicamente vozes, um bitrate baixo como 96kbps (64kbps para mono) soa muito bem. Para um podcast em que a música é o carro chefe, um bitrate alto como 192kbps (128kbps para mono) pode ser justificado.

Você também pode escolher o bitrate constante ou variável (CBR ou VBR). A taxa variável (como o nome sugere) pode fazer com seu podcast varie a taxa de compressão de acordo com a necessidade, tornando menor o arquivo final. A Taxa de Compressão constante ou CBR, pode tornar o arquivo maior, mas oferece uma melhor compatibilidade com leitores de MP3 mais baratos. A menos que queira atingir a máxima qualidade com tamanho mínimo, eu recomendo ficar com o CBR.

Você pode encontrar algum software para a criação de metadados MP3 (vulgarmente conhecidas como tags ID3), ou simplesmente usar o iTunes. No entanto, quando fizer isso, certifique-se que o seguinte é incorporado em seu arquivo:

  • Track Nunber: o número do episódio do seu podcast.
  • Title: o título do episódio.
  • Album: o nome do seu podcast.
  • Artist: seu nome, ou nome do site
  • Genre: defini-lo como Podcast.

… E se você quiser realmente ter uma boa aparência, adicione uma imagem como a capa do álbum para o episódio. Normalmente, este seria o logotipo do seu podcast.

Se você tiver alguma dica a acrescentar ou uma dúvida, use o espaço de comentários abaixo. Divulgue esse post, comente! Em breve voltarei com dicas e mais novidades para podcasters…

Este Post é dedicado aos amigos do site Jovem Nerd (Allotoni e Azaghal), com quem eu descobrí o que é um podcast de verdade!

Visite:

Texto inspirado num artigo do site: http://blogs.sitepoint.com

Related Posts with Thumbnails

POST RELACIONADOS DO BLOG :

  1. Agencias de Publicidade porque você precisa delas?
  2. 17 Cuidados e Dicas Para a Voz Profissional
  3. Dicas para Locutor vale a pena ouvir
  4. Dicas para locutores anuncios no site clicfolio
  5. Dicas de Locução Vídeo Aula
  6. Edição de audio dicas para iniciantes no Soundforge
  7. Dicas de locução parte II
  8. Nando grava chamada do episodio de Dr House para TV
468 ad

Deixe um Comentário